08 fevereiro 2006

21ª semana e consulta do 5º mês

6º mês lunar
21ª Semana
Mamãe
Sente-se mais incomodada pelo tamanho e peso do útero.
A coluna vertebral se curva para frente, as articulações pélvicas começam a relaxar para permitir a passagem do bebê no nascimento.
Aumenta o apetite e se você não se cuidar pode engordar demais. Podem surgir vontades estranhas, desejos. Com aumento de peso podem surgir dores nos pés e pernas. Você deve descansar com os membros elevados, e usar sapatos confortáveis.
O útero esta acima da linha do umbigo.
Há um aumento do volume de sangue, as custas de plasma, o que pode causar uma hemodiluição e uma falsa anemia. Nesta fase é comum o médico solicitar exames de controle.
É comum a queixa de que a barriga fica dura e da uma sensação estranha. São as contrações de Braxton Hicks, que preparam o útero para o parto normal.
Bebê
Quase todos os sentidos funcionam. Tem tato em toda pele . Chora e quase sorri. Sente gosto e cheiro. Distingue claro e escuro. A audição está totalmente pronta e as vozes lá fora vão habituá-lo à língua.
As pálpebras encontram-se entreabertas, começam aparecer as unhas, a pele é bem rosada, presença de bastante vernix , pelos e sobrancelhas. A pele é enrugada, começando o depósito de gordura sob a pele.
Peso de 350 gramas aproximadamente. Comprimento de 26cm aproximadamente.



Já cheguei em cima da hora.

O médico chamou ainda estava à espera da vez para pesar, ver tensão e fazer as análises à urina, mesmo assim havia outra grávida à minha frente.

À segunda chamada (pois entretanto o médico atendeu outra grávida), disse que ainda estava à espera de ir às enfermeiras e que ainda não tinha entrado ninguém desde que cheguei e mesmo assim havia uma senhora à minha frente.

O médico foi dar uma desforra à enfermeira, pois as outras grávidas eram para outro médico que ainda nem tinha chegado.

Entretanto fiz as análises:

Tensão 14/6,4

Peso 69,600 kg - só aumentei 3,600 kg nestes 5 meses.

O resto estava tudo bem.

Mas quando ia para entrar, chega o tal médico(a) e diz-me não entres, não entres. Pois entrou e lá tive que esperar.
O médico diz que a tensão 14 para a minha idade não é preocupante, que preocupante era se a mínima estivesse a 8.

O coração do Júlinho estava 162 batidas por minuto.

Falei ao médico se podia já vir para casa porque ando cansada de não dormir de noite com o Marquinho.

Lá me passou o atestado de gravidez de risco, pois ele diz que apartir de agora é muito importante o repouso.

Para após o pequeno almoço descansar e voltar a descansar a seguir ao almoço. Aproveitar enquanto o filhote estiver na creche.

À tarde quando fui buscar o filhote à creche entrei no serviço para entregar o atestado e dar conheçimento à chefe.

Por sorte estava a presidente da escola no gabinete da chefe.

Diz a presidente: agora as gravidezes são todas de risco. (Meu reparo: lá por haver muitas não quer dizer que sejam todas).

Diz a chefe: a dela é de risco por ter 40 anos.

Presidente: então não deveria ter engravidado. (Meu reparo: que tem ela a ver com a minha vida particular? Fogo que gente metediça na vida dos outros)

Chefe: mas eles quizeram mais um filho.

Esta conversa passou-se só entre chefe e presidente, nem abri boca.

Cá fora na secretaria é claro falei com as colegas a jeito de despedida pois vou ficar uns meses fora, só voltando lá para meados de Novembro, contando com a licença de maternidade e férias.
Mas lá vieram alguns comentários a querem destinar a minha vida.

Porque o meu marido não ficava com o pequeno?

Respondo não pode. Pode ter que ir a entrevista para algum trabalho ou mesmo se apareçer um emprego é para ir trabalhar.

O pequeno enquanto está na creche é que posso descansar.

Fogo que raiva que mete a meterem-se na minha vida. Qualquer dia vou ser mal educada e dar com os pés.

Mesmo assim houve uma colega que desejou saúde e que tudo corresse bem.

Entretanto quando estava com a chefe falei a quem passaria o serviço, que a contabilidade sabia que ficava com a minha colega do lado, mas os mapas de leite a quem teria que ensinar a fazer?

Resposta da chefe: não se fazem.

E assim anda o nosso país.

10 comentários:

  1. Essa agora... realmente... Será que aos 40 já não é permitido ser mãe? Cá para mim isso era tudo dor de cotovelo. Mas não ligues. Precisas mesmo é de descansar.
    Joquinhas
    Sofia

    ResponderEliminar
  2. Sabes Ana, eu acho que esses comentários são por inveja por terem que ir trabalhar!!!! Quem pode acaba sempre por usufruir do direito a ficar em casa, não é?

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana. Acho que nao deves ligar nenhuma a esses comentáriozinhos... Devem ser mas é umas frustradas com dor de cotovelo... Das duas uma: ou são "mal" casadas, ou nem o são ou não têm filhos e têm raiva de quem tem! Eu que o diga pois a minha chefa de cada vez que alguém lá no nosso trabalho engravida, percebo perfeitamente que ela fica 'afectada' (perfil: faz agora 41 anos, solteiríssima, sem namorado há anos e sem nunca ter vivido com ninguém!). Enfim... Há gente muito infeliz :(
    Agora tens é de descansar e desligar disso tudo...
    Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Oh n ligues! As pessoas as vezes n merecem sequer serem ouvidas!:D Manda-as dar 1 voltinha, e aproveita mas é para descansar! Bjinhos para os 4

    ResponderEliminar
  5. Caramba, mas que gente! Sabes, acho que no fundo é dor de cotovelo.~Fico contente por te saber já de atestado na mão, pois a tua saúde e a do teu bebé são muito mais importantes :).
    Um beijo muito grande,
    Carla e piscos

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Como já td disseram o melhor é mesmo n ligar. Sei ke falar é fácil e ke por mais ke keiramos desligar acabamos sempre por dar alguma importância ao ke os outros dizem, mas pensa na tua familia e rincipalmente no filhote ke vem a caminho, pensa ke é por ele e pelo seu bem estar.
    E kando te sentires um pouco em baixo escreve aki o ke te vai na alma, desabafas e nós sempre te da-mos uma forçinha.
    Jocas grandes
    Tanita

    ResponderEliminar
  7. Que gente mais parvinha....

    Aproveita mas é a descansar que é o mais importante...

    Beijocas
    Susana

    ResponderEliminar
  8. Olá, Ana!

    De facto, a atitude da presidente e das tuas colegas mexeu comigo e cheguei até a sentir vontade de lá ir e dizer-lhes umas verdades! Que gentinha, meu Deus! Que egoísmo e falta de sensibilidade e respeito têm!

    Deixa lá, amiga, o importante agora é o teu bebé. Eu também já começo a sentir-me bastante cansada, pois o Gonçalinho requer muita atenção.
    Descansa e cuida de ti!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. bolas que conversas, o que têm elas a ver com isso?
    descança muito ok?
    jcas
    vera

    ResponderEliminar

Bem vindo a este cantinho

Selinhos